Informática
 

O Laboratório de Informática do NACPC em parceria com a Escola Municipal Fernando Montanha Pondé tem como objetivo maior, mostrar aos educandos, pais, profissionais e acompanhantes como aplicar as Novas Tecnologias da Informação a uma diversidade de atividades cotidianas e pedagógicas; além de auxiliar-lhes no desenvolvimento das aptidões necessárias a sua autonomia tecnológica e pessoal, adaptando os equipamentos e atividades as suas necessidades físicas, motoras e emocionais.

Isto significa: potencializar o computador como um recurso pedagógico e um instrumento de resolução de problemas, criatividade, e expressão, uma vez que a tecnologia faz parte do dia a dia de TODOS (crianças, adolescentes, adultos e professores). O trabalho pedagógico visa proporcionar aos educandos usar, praticar, criar, refletir e discutir sobre as imagens, informações e saberes que as diferentes linguagens (tradicionais e tecnológicas) produzem e veiculam (ECO, 1996).

Seguimos o princípio orientador da declaração de Salamanca de 1994 que “todas as escolas deveriam receber todas as crianças independentemente das suas condições físicas, sociais, emocionais ou intelectuais”. (Carvalho, 1998).

Nosso laboratório atende a todas as crianças inscritas no programa e considerando a diversidade de cada educando, são elaboradas propostas de trabalho adaptadas às necessidades dos alunos.

Partindo do pressuposto de que todas as crianças podem aprender e fazer parte da vida escolar e comunitária, a diversidade é valorizada como meio de fortalecer e oferecer a todos maiores oportunidades para a aprendizagem.

A utilização do computador como recurso pedagógico visa possibilitar o desenvolvimento das habilidades cognitivas, sócio-afetivas e motoras das crianças para a construção de escrita, leitura e comunicação alternativa.

As atividades pedagógicas são desenvolvidas por meio de projetos que estão relacionados aos conteúdos conceituais trabalhados na escola regular. Utilizamos como recurso a Comunicação Alternativa, apresentações em Power point, Softwares educativos, atividades em Word e Sites educativos disponíveis na internet.

Utilizamos também os recursos de baixa tecnologia, tais como: letras e números de borracha, objetos concretos (feijão, biscoito, doces, salgadinhos, materiais de higiene pessoal, lápis de escrever, formas geométricas de madeira, brinquedos), miniaturas, imagens impressas, lápis de cor. O objetivo é permitir que as crianças vejam, ouçam, toquem, provem, cheirem, que, interajam com os elementos utilizando todos os sentidos, contextualizando o processo.

Associamos diferentes estímulos com as atividades citadas acima, para atender as especificidades de cada aluno ampliando sua percepção e favorecendo sua aprendizagem.

A avaliação do progresso e conquistas de aprendizagem dos educandos se dá através de relatórios de evolução pedagógica, preenchidos diariamente após cada encontro, o que possibilita o acompanhamento e ajustes ao longo do trabalho educativo.

> voltar <
 
Todos os textos e imagens apresentadas nesta Home Page pertencem ao acervo do Núcleo da Criança com Paralisia Cerebral, e, portanto, ficam proibidas a cópia do conteúdo textual e/ou utilização de imagens sem autorização formal da Organização NACPC. Esta solicitação respalda-se na Lei de Direitos Autorais No 9.610,
de 19 de fevereiro de 1998, da Constituição Brasileira.