Seminário Internacional de Tecnologia para Megaeventos é encerrado com público emocionado e surpresas
A presença de uma criança para demonstrar a tecnologia russa para reabilitação de pessoas com paralisia cerebral marcou o segundo dia do evento
 
 

O segundo dia do Seminário Internacional de Tecnologia para Megaeventos foi conduzido pelo consultor e Presidente da Soccerex no Brasil, Ricardo Setyon, que destacou a participação da Bahia em grandes eventos internacionais.

Antes do início das palestras, o Robot NAO, cujo nome significa cérebro em chinês, deu boas vindas aos participantes, com uma breve saudação acompanhada de uma performance coreografada.

Pela manhã, as apresentações do evento tiveram como foco os cases de sucesso de empresas com expertise em megaeventos esportivos. como a Dec@tron, que tem experiência na área de gerenciamento, suporte e controle de gestão em eventos de grande porte. O Gerente de Negócios da Dec@tron, Bruno Mello, destacou durante sua explanação a atuação da empresa no Rio+20 e nos Jogos Mundiais Militares.

Mesmo com tanta exposição tecnológica, não foi o Robozão, nem o NAO, que encantaram o público presente no segundo dia do seminário internacional, mas o menino Arthur Nascimento, de 12 anos, nascido no Belém do Pará, que foi convidado pelo Dr. Pedro Guimarães ao palco. Arthur conseguiu emocionar a plateia, após contar um pouco da trajetória de crianças com deficiência física, através de uma história em quadrinhos de sua autoria.

Arthur realizou o tratamento do Método Suit Adeli na Bahia. O uso do dispositivo russo Traje Adeli possibilita a reabilitação motora, e na América Latina é disponibilizado apenas no Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral, que fica em Salvador. A presença do menino confirmou as mudanças que o tratamento traz às vidas dos pacientes. Arthur escreve histórias em quadrinho, apresentou seu texto ao público, levantou da cadeira de rodas, caminhou com auxílio de muletas, chutou a Brazuca e marcou um belíssimo gol.

O Secretário Ney Campello fez questão de destacar que a Copa sem barreiras já está começando e convidou Arthur para dar o primeiro ponta pé na inauguração da Arena Fonte Nova.

Ainda durante a manhã, Michael Eisenbarth do Instituto Fraunhofer, conhecido mundialmente como líder em tecnologias avançadas, inclusive, em tecnologias de segurança, apresentou como case de sucesso a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

O Instituto Fraunhofer é reconhecido por utilizar as mais recentes tecnologias e oferecer suporte em decisões e treinamentos no gerenciamento de grandes eventos e na condução de emergências. Além disso, na Bahia o Projeto Fraunhofer-Gesellschaft é representado pela FPC da Universidade Federal da Bahia, que trabalha em conjunto com os mesmos experientes gerentes de projeto que contribuíram para o sucesso não apenas da Copa na Alemanha em 2006, mas na Copa da África do Sul em 2010.

No turno da tarde, o tema "T.I.C. em Arenas Esportivas: Case de Sucesso dos Operadores de uma das Maiores Arenas de Referência da FIFA e UEFA", Stefan Leibhard, apresentou dados e imagens sobre os detalhes da construção e o funcionamento da Allianz Arena, na Alemanha.

Stefan Leibhard destacou o pioneirismo da Allianz Arena, ao servir como palco para o jogo de abertura da Copa do Mundo da Alemanha. Ele lembrou que a obra foi feita com receitas totalmente privadas. “Desta forma nos mantemos dentro do orçamento e podemos atender às exigências da FIFA, entregando um equipamento de excelente qualidade”, disse Leibhard. No final da sua apresentação recebeu do Secretário da Secopa, Ney Campello, uma lembrança da Bahia, que também foi entregue aos demais palestrantes.

Com bastante descontração e interatividade, Gaetano Lopes, Kito Manzano e Rafael Liporace fizeram um Talk Show, apresentando fotografias e vídeos de ações inovadoras, como exemplos de sucesso em grandes eventos.

Sem intervalo, assumiram o palco, para debater tecnologia em megaeventos, Bred Warrington (Pico), Leandro Figueira (Sia Interactive) e Luís Carvalho (Algeco Scotsman), mediados por Ricardo Gomes Silva. Na seqüência, assumiram o comando das apresentações, Enrique Varum (Ghesa Fuentes), Samuel Cretiaux (Ver) e Leandro de Pinho Monteiro (Eyemotion).

O evento deixou o público bastante entretido e impressionado, e também conscientizou os presentes sobre a necessidade de utilizar tecnologias avançadas para a realização de megaeventos bem sucedidos e para a geração de legados sociais e econômicos no pós-Copa.

Ascom Secopa

 
Fonte: http://www.secopa.ba.gov.br/pt-br/noticias/seminario-internacional-de-tecnologia-para-megaeventos-e-encerrado-com-publico-emocionado-e
 
Todos os textos e imagens apresentadas nesta Home Page pertencem ao acervo do Núcleo da Criança com Paralisia Cerebral, e, portanto, ficam proibidas a cópia do conteúdo textual e/ou utilização de imagens sem autorização formal da Organização NACPC. Esta solicitação respalda-se na Lei de Direitos Autorais No 9.610,
de 19 de fevereiro de 1998, da Constituição Brasileira.